Menu

EXAMES E SERVIÇOS

VOLTAR

O Biolab Análises Clínicas possui equipamentos de última geração e uma equipe técnica altamente qualificada. Essa estrutura permite a realização de mais de 1.000 tipos de exames relacionados.

 
Buscar exames

Mnemônico + -
Descrição + -

Utilidade


 Diagnóstico e acompanhamento de Doença Celíaca.


Utilidade


Avaliação diagnóstica de anemia


Utilidade


A Doença Celíaca, também chamada de Enteropatia Glúten-sensível ou Espru não tropical, é uma doença crônica, associada a uma hipersensibilidade ao glúten da dieta (trigo, centeio e cevada). 


Utilidade


Diagnóstico da sífilis. A pesquisa dos espiroquetas de Treponema pallidum no material obtido da lesão confirma o diagnóstico da sífilis primária ou secundária. 


Utilidade


Ver FTA - ABS - Anticorpos IgG.


Utilidade


A medida dos triglicerídeos no sangue em geral é feita como parte de um perfil lipídico usado para avaliar o risco de doença cardíaca. 


Utilidade


O tricloroetano (TCE) e tricloroetileno são os principais metabólitos triclorocompostos. O tricloroetano é utilizado na indústria como solvente de resinas, óleos, ceras, adesivos e desengraxantes, em inseticidas, e nas formulações de aerossóis. O tricloroetileno é utilizado na dissolução de graxas e gorduras, lavagem a seco, extração de certas drogas e aplicações de resinas, colas, tintas e vernizes. Indicações: Avaliação de exposição e toxicidade ao TCE e TCA. Interpretação clínica: Níveis acima do Indíce Biológico Máximo Permitido (IBMP) indicam intoxicação. O exame pode sere coletado antes e após a jornada de trabalho.


Utilidade


O tricloroetano (TCE) e tricloroetileno são os principais metabólitos triclorocompostos. O tricloroetano é utilizado na indústria como solvente de resinas, óleos, ceras, adesivos e desengraxantes, em inseticidas, e nas formulações de aerossóis. O tricloroetileno é utilizado na dissolução de graxas e gorduras, lavagem a seco, extração de certas drogas e aplicações de resinas, colas, tintas e vernizes. Indicações: Avaliação de exposição e toxicidade ao TCE e TCA. Interpretação clínica: Níveis acima do Indíce Biológico Máximo Permitido (IBMP) indicam intoxicação. O exame pode sere coletado antes e após a jornada de trabalho.


Utilidade


Na avaliação de perda protéica pelo tubo digestivo.


Utilidade


Útil na avaliação de deficiência de antitrombina que pode cursar com trombofilia e trombose venosa


Utilidade


Diagnóstico do infarto do miocárdio A troponina é um complexo de três proteínas, que regula a interação da miosina com a actina no processo contrátil: a troponina T (liga o complexo a tropomiosina), a troponina C (liga o cálcio no início da contração) e a troponina I (um inibidor que bloqueia a concentração na ausência do cálcio).


Utilidade


O hormônio Tireoestimulante (TSH) é uma glicoproteína secretado pela adenohipófise, tendo com o principal efeito o de estimular a tireoíde a liberar T3 e T4. A secreção e os níveis séricos de TSH são controlados pelos níveis de T3 e T4 e pelo TRH hipotálamico. A dosagem de TSH é importante no diagnóstico do hipotireoidismo primário, sendo o primeiro hormônio a se alterar nessa condição. Esta aumentado principalmente no Hipotiroidismo primário, Tireoidite de Hashimoto, Tireoidite sub-aguda e na secreção inapropriada de TSH (tumores hipofisários produtores de TSH). Está diminuído principalmente no Hipertireoidismo primário, Hipotireoidismo secundário, terciário e nas Síndromes de Hipertireoidismo sub-clínico.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.

- Informar medicamentos em uso.
- Se mulher, informar se esta grávida ou se usa anticoncepcional.


Utilidade


Tempo de Tromboplastina Parcial ativado (PTTa) normalmente mede a via intrínseca da coagulação. É indicado nos casos de suspeita de deficiência de fatores da via intrínseca da coagulação, antes de intervenções cirúrgicas e no controle de terapêutica anticoagulante pela heparina. As causas mais comuns de PTTa prolongado são: coagulação intravascular, disseminada, doença hepática, anticoagulantes circulantes, terapia com heparina, hemofilias A e B, uso de anticoagulantes orais, deficiência de vitamina K e hipofibrinogenemia. Quando somente o PTTa está prolongado, há deficiência nas etapas iniciais da via intrínseca: fatores XII, XI, IX ou VIII. Quando o PTTa esta prolongado juntamente com o TP há defeito comum da coagulação (fatores X, V e II) ou estão presentes inibidores como a heparina ou a antitrombina.

De acordo com o documento do CLSI H21-A5 (2009) estudos demostraram que o tempo de protrombina (TP) e tempo de tromboplastina parcial ativado (TTPa) não apresentaram resultados afetados pela coleta de amostras ensaiadas no primeiro tubo de citrato. Esses estudos, citados abaixo, não confirmaram a hipótese do efeito do fator tecidual sobre os resultados destes testes (TP e TTPa).


Material


Plasma De Citrato (tubo azul)


Instruções


Jejum desejável de mínimo de 4 horas

- Informar se esta ou esteve recentemente em uso de anticoagulante e qual a dosagem (Clexane, Heparina, Hirudoid, Liquemine, Marcoumar e Marevan.)
- Informar história de sangramentos importantes anteriores, doenças de coagulação na familia e testes de coagulação alterados previamente.


Utilidade


Aplica-se no diagnóstico de infecções do trato urinário. O exame possibilita a identificação dos microrganismos e teste de sensibilidade aos antimicrobianos.


Instruções


Colher preferencialmente no laboratório a 1ª urina da manhã ou com intervalo de 4 horas entre as micções. Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o primeiro jato de urina e coletar o jato médio.
- Mulheres: não fornecemos e nem indicamos o uso de tamponamento (absorvente interno) para coleta de urina no período menstrual.
- Criança: Não utilizar pomadas no dia da coleta. Sempre que possível, colher no próprio laboratório.
- Coleta com coletor de urina infantil: somente realizada nas dependências do laboratório.
- Manter dieta hídrica habitual.
- Em caso de uso de antimicrobianos, deve-se aguardar 7 dias após o término do medicamento para realização do exame ou conforme orientação médica.



- A higienização da genitália é realizada com água e sabão neutro.
- Nas mulheres, lavar e secar sempre de frente para trás. Nos homens lavar retraindo o prepúcio para uma adequada limpeza do meato uretral.
- Desprezar o primeiro jato e sem interromper a micção, colher o jato médio sem encostar o frasco de coleta na região genital.
- Pode-se colher amostras de urina sem definição de jato médio em situações onde não é possível desprezar o primeiro jato, como por exemplo no caso de crianças que colhem com o uso do coletor e amostras colhidas com sonda.
- Abrir o frasco imediatamente antes da coleta.
- Não encher o frasco até a borda.
- Somente usar frascos novos e estéreis.
- No caso de crianças que necessitam do uso de coletor, o mesmo deve ser colocado após higienização adequada, e deverá ser trocado de 30 em 30 minutos, até que a criança urine. Repetir a higienização quando for trocar o coletor.
- Durante o cadastro colocar no campo de observações as informações relevantes como por exemplo USO DE ANTIBIÓTICO, SONDA, GESTANTE, PRESENÇA DE PIÚRIA e informar caso o exame seja RECOLETA.


Utilidade


Avaliação da composição eletrolítica da urina em estudos de balanço ácido-base; avaliação da possibilidade de resposta a cloreto em casos de acidose metabólica; monitoramento do rigor de dieta hipossódica.


Material


Urina amostra isolada


Instruções


Colher preferencialmente no laboratório a 1ª urina da manhã ou com intervalo de 4 horas entre as micções. Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato e urina e coletar o jato do meio.


Utilidade


A solubilidade é um fator determinante do comportamento das
porfirinas. A uroporfirina é a porfirina mais solúvel em água, sendo
encontrada na urina e em menores concentrações nas fezes e
sangue. Encontra-se elevada nos pacientes com Porfiria Cutânea Tardia,
Porfiria Eritropoiética Congênita, insuficiência renal crônica e
neoplasias.


Material


Urina amostra Isolada


Instruções


Colher a 1ª urina da manhã ou urina com o mínimo de 4 horas de retenção urinária.
- Fazer higiene local com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato e
coletar o jato do meio.
- Utilizar frasco protegido da luz (âmbar).


Utilidade


Este teste, devido as variações de dieta, filtração, reabsorção renal
e síntese hepática, é pouco útil na medição da taxa de filtração
glomerular, sendo mais usado na medida da taxa de produção de ureia e
na avaliação dos compostos nitrogenados não protéicos.


Material


Urina 24H + Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.

- Refrigerar a urina desde o início da coleta.
- Não fazer esforço físico durante a coleta.
- O cliente deve manter sua rotina diária.
- Não é necessário aumentar a ingestão de líquidos, exceto sob orientação médica.
- Coletar a amostra de sangue no mesmo dia do término da coleta de urina.
- A urina tem que ser entregue no laboratorio no dia em que terminar a coleta.


Utilidade


É a principal fonte de excreção do nitrogênio. Produto do metabolismo
hepático das proteínas, e excretada nos rins. Desta forma, a ureia e
diretamente relacionada a função metabólica hepática
e excretória renal. Sua concentração pode variar com a dieta,
hidratação e função renal.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório.


Utilidade


O exame de urina rotina é muito importante para avaliações da função renal e afecções do trato urinário, podendo auxiliar no diagnóstico e avaliação da eficácia do tratamento. O exame compreende três etapas: caracteres gerais (propriedades físicas); pesquisa de elementos anormais (pesquisa química); sedimentoscopia (exame microscópico da urina).


Material


Urina


Instruções


- Colher preferencialmente no laboratório a 1ª urina da manhã ou com intervalo de 4 horas entre as micções.
- Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar.
- Para urina primeiro jato, colher os primeiros 10 a 20 mL de urina (não ultrapassar o volume de 20 mL).
- Para urina recente (jato médio), desprezar o 1º jato de urina e coletar o jato do meio (cerca de 30 mL).
- Para coletas realizadas em casa o cliente deve entregar a urina no laboratório em no máximo 1 hora após a coleta, em temperatura ambiente ou refrigerada.
- Usar frasco limpo e adequado (comprado em farmácia) ou preferencialmente o KIT com tubo cônico (fornecido pelo laboratório).
- Mulheres: não fornecemos e nem indicamos o uso de tamponamento (absorvente interno) para coleta de urina no período menstrual.
- Criança: Não utilizar pomadas no dia da coleta. Sempre que possível, colher no próprio laboratório tomando cuidados especiais com assepsia.
- Coleta com coletor de urina infantil: somente realizada nas dependências do laboratório.
- Manter dieta hídrica habitual.
- Não coletar urina após cliente ter ingerido dextrosol, coletar antes da ingestão ou orientar coleta no dia seguinte.


Utilidade


A solubilidade é um fator determinante do comportamento das
porfirinas. A uroporfirina é a porfirina mais solúvel em água, sendo
encontrada na urina e em menores concentrações nas fezes e sangue.
Encontra-se elevada nos pacientes com Porfiria Cutânea Tardia, Porfiria
Eritropoiética Congênita, insuficiência renal crônica e neoplasias.


Material


Urina 24h


Instruções


- Utilizar frasco protegido da luz.
- Não fazer esforco físico durante a coleta.
- O cliente deve manter sua rotina diária.
- Não é necessário aumentar a ingestão de líquidos, exceto sob
orientação médica.

- Informar volume total.


Utilidade


É a principal fonte de excreção do nitrogênio. Produto do metabolismo hepático das proteínas, e excretada nos rins. Desta forma, a ureia é
diretamente relacionada a função metabólica hepática e excretória renal. Sua concentração pode variar com a dieta, hidratação e função renal.


Material


Urina Amostra isolada


Instruções


- Colher preferencialmente no laboratório a 1ª urina da manhã ou com intervalo de 4 horas entre as micções. Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina e coletar o jato do meio.


Utilidade


É a principal fonte de excreção do nitrogênio. Produto do metabolismo hepático das proteínas, e excretada nos rins. Desta forma, a ureia é
diretamente relacionada a função metabólica hepática e excretória renal. Sua concentração pode variar com a dieta, hidratação e função renal.


Material


Urina 24H


Instruções


- Refrigerar a urina desde o início da coleta.
- Não fazer esforço físico durante a coleta.
- O cliente deve manter sua rotina diária.
- Não é necessário aumentar a ingestão de líquidos, exceto sob orientação médica.
- Mulheres: não realizar a coleta de urina no período menstrual.

- Informar o volume urinário total.
- Informar horário inicial e final da coleta.


Utilidade


O Acido Valpróico (Depakene Epilenil) é um anticonvulsivante também usado em distúrbios bipolares e na profilaxia da enxaqueca. Sua dosagem é útil na monitorização dos níveis terapêuticos e toxicidade. Cerca de 90% da droga se liga à albumina, com pico plasmático em 1 a 8 horas e meia vida de 6 a 16 horas. Estado de equilíbrio ocorre após 3 dias de uso do medicamento. Alguns pacientes necessitam de níveis séricos superiores aos valores de referência para controle das convulsões. A principal causa de níveis baixos e o não uso da medicação. Seu metabolismo é hepático (95%), sendo que drogas que induzem o citocromo P-450 como carbamazepina, fenitoína, fenobarbital e primidona reduzem seus níveis. Dependendo da idade, apresentam grandes variações individuais. O acido valproico aumenta os níveis de Lamotrigina e Fenobarbital. Valores acima de 200 microg/mL são considerados tóxicos. Pacientes com hipoalbuminemia podem ter toxicidade mesmo com níveis normais.


Material


Sangue


Instruções


A coleta deve ser realizada antes da próxima dose do medicamento ou conforme orientação médica.


Utilidade


Marcador pouco específico de atividades infecciosas inespecíficas, estados inflamatórios, doenças autoimunes e reumáticas.


Material


Sangue Total EDTA


Instruções


Jejum não Obrigatório.


Utilidade


A expressão vitamina A refere-se aos retinóides que tem atividade
biológica do retinol. A Vitamina A encontrada em produtos de origem
animal, é lipossolúvel e tem duas formas: o retinol (Vitamina A1) e a
3-dehidro-retinol (Vitamina A2). Concentrações em crianças são menores
que em adultos. Níveis baixos são encontrados na deficiência dietética
da vitamina, insuficiência pancreática exócrina, má absorção
intestinal, parasitoses, sindrome nefrótica, infecções e etilismo.
Níveis elevados podem ser encontrados na hipervitaminose A, etilismo,
uso de estrogênios e anticoncepcionais.


Material


Soro


Instruções


Jejum Obrigatório de 8 horas

- Evitar o uso de bebida alcoólica por pelo menos 24 horas antes do teste.


Utilidade


A vitamina C é utilizada no tratamento da deficiência do ácido ascórbico, no controle da metemoglobinemia idiopática e como antioxidante tem sido associada à proteção contra formação de cataratas e a degeneração macular relacionadas com a idade. Uma deficiência na ingestão da vitamina C pode provocar escorbuto e megadoses desta vitamina podem levar à formação de cálculos renais, resultantes da excreção excessiva de oxalato e o escorbuto de rebote.


Material


Soro


Instruções


Jejum obrigatório de 8 Horas


Utilidade


A vitamina D3 é empregada no tratamento do raquitismo e da osteomalácia metabólicos, em especial na vigência de insuficiência renal crônica e no tratamento do hipoparatireoidismo. Quantidades excessivas de vitamina D3 causam distúrbios clínicos no metabolismo do cálcio.


Material


Soro


Instruções


Jejum não obrigatório


Utilidade


É uma vitamina lipossolúvel e com função antioxidante, prevenindo danos nas membranas celulares por radicais livres. A sua forma mais ativa é o alfa-tocoferol. Sua dosagem é útil na investigação da sua deficiência (quadro neurodegenerativo, anemia hemolítica e alteração visual). Níveis baixos podem ser determinados por má absorção (pancreatite, fibrose cística, atresia de vias biliares, ressecção intestinal), prematuridade, etilismo, cirrose, uso de anticonvulsivante, colestiramina, óleos minerais e contraceptivos orais.


Material


Soro


Instruções


Jejum Obrigatório de 8 horas


Utilidade


O Colesterol é o principal lipídeo associado a doença vascular aterosclerótica. Também é utilizado na produção de hormônios esteróides, ácidos biliares e na constituição das membranas celulares. Seu metabolismo ocorre no fígado, sendo transportado no sangue por lipoproteínas (70% por LDL, 25% por HDL e 5% por VLDL). A avaliação do risco cardiovascular engloba o colesterol total e suas frações, triglicérides, subfracionamento da apolipoproteínas A1 e B, lipoproteína (a), proteína C reativa ultrassensível e homocisteína.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório, de acordo com o Consenso Brasileiro para a Normatização da Determinação Laboratorial do Perfil Lipídico".
- Atenção: Para pedidos com glicemia o jejum máximo é de 14 horas.

- A coleta de amostra para o perfil lipídico (dosagens de triglicérides, colesterol e suas frações) poderá ser realizada sem jejum obrigatório pelo laboratório desde que haja a informação do estado de jejum no laudo laboratorial, ou seja, o intervalo de tempo entre o momento da coleta e a última refeição. Em caso de dúvidas, entrar em contato com a Assessoria.


1 |  2 |  3 |  4 |  5 |  6 |  7 |  8 |  9 |  10 |  11 |  12 |  13 |  14 |  15 |  14 Páginas de 15