Menu

EXAMES E SERVIÇOS

VOLTAR

O Biolab Análises Clínicas possui equipamentos de última geração e uma equipe técnica altamente qualificada. Essa estrutura permite a realização de mais de 1.000 tipos de exames relacionados.

 
Buscar exames

Mnemônico + -
Descrição + -

Utilidade


O diabetes mellitus tipo 1 e caracterizado pela infiltração linfocítica das ilhotas pancreáticas e autoanticorpos contra uma variedade de antígenos das células beta. Anticorpos anti IA-2 são observados em 48-80% dos pacientes com diagnóstico recente de diabetes tipo 1 e em 2% dos parentes de primeiro grau de diabéticos tipo 1, correlacionando-se com progressão da doença.


Material


Soro


Instruções


- Jejum desejável de 4 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Útil na avaliação de deficiência de antitrombina que pode cursar com trombofilia e trombose venosa


Material


Plasma (Citrato)


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Da linha de clorados, o Brasil consome basicamente tricloroetileno,
cloreto de metileno e percloroetileno, em aplicações diversas, da
extração de princípios ativos de antibióticos, intermediário químico,
à lavagem a seco de tecidos, passando pelo desengraxamento de
superfícies metálicas e plásticas.
Em decorrência do uso industrial, tanto o tricloretileno e o
percloretileno encontram-se amplamente distribuídos nos diferentes
compartimentos do meio ambiente, e são detectados em água de chuva,
águas superficiais e subterrâneas e alimentos, possíveis fontes de
exposição para a população geral.
As principais vias de introdução na exposição ocupacional são a
pulmonar e a dérmica. Após sua rápida absorção, esses toxicantes são
distribuídos particularmente para o fígado, rim, sistemas
cardiovascular e nervoso central e tecido adiposo.
Tricloretano, tricloretileno, percloretileno apresentam o ácido
tricloracético (TCA) como produto de biotransformação comum, o qual
pode ser utilizado como indicador biológico de dose interna na
exposição a estes compostos.


Material


Urina


Instruções


- Informar se paciente é exposto ocupacionalmente.
- Lavar as mãos antes de colher.
- Colher urina após retenção urinária mínima de 4 horas.
- Lavar as mãos, fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o
1º jato de urina e coletar o jato médio.
- Recomenda-se coletar material no início da última jornada de
trabalho da semana.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A aldosterona é secretada pela glândula adrenal. A sua produção é regulada pelo sistema renina-angiotensina. Elevações ocorrem no hiperaldosteronismo primário e secundário, dieta pobre em sódio, gravidez e Síndrome de Bartter. Reduções são observadas em alguns casos de hiperplasia adrenal congênita, deficiência de síntese, dieta rica em sódio, Doença de Addison e no hipoaldosteronismo hiporreninemico. O principal uso clinico da dosagem de aldosterona (sérica e urinaria) é o diagnóstico de hiperaldosteronismo primário. O sistema renina-angiotensina responde rapidamente a vários estímulos fisiológicos, tornando uma
medida randômica de aldosterona, isolada, de pouco valor diagnóstico.


Material


Urina 24 horas


Instruções


- Informar volume urinário, horário inicial e final da coleta.
- Informar se foi orientado a dosagem após sobrecarga ou restrição de sal.
- Informar medicamentos em uso (pressão/diuréticos).
- Se criança ate 10 anos informar peso e altura.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Cerca de 70% do ácido úrico é eliminado pelos rins. Esta dosagem é útil em pacientes com cálculos urinários para identificação daqueles
com excreção urinária de urato aumentada. Álcool causa diminuição do urato urinário.


Material


URINA


Instruções


- Colher preferencialmente no laboratório a 1ª urina da manhã ou com intervalo de 4 horas entre as micções. Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina e coletar o jato do meio.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O ácido úrico é o produto final do metabolismo das purinas, estando elevado em várias situações clínicas além da gota. Somente 10% dos pacientes com hiperuricemia tem gota. Níveis elevados também são encontrados na insuficiência renal, etilismo, cetoacidose diabética, psoríase, pré-eclampsia, dieta rica em purinas, neoplasias, pós-quimioterapia e radioterapia, uso de paracetamol, ampicilina, aspirina (doses baixas), didanosina, diuréticos, beta-bloqueadores, dentre outras drogas. Diminuição dos níveis e encontrada na dieta pobre em purinas, defeitos dos túbulos renais, porfiria, uso de tetraciclina, alopurinol, aspirina, corticoides, indometacina, metotrexato,
metildopa, verapamil, intoxicação por metais pesados e no aumento do clearance renal.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O Ácido Vanilmandélico (VMA) é o principal metabólito da epinefrina e norepinefrina. Encontra-se elevado em situações onde ocorrem elevada
produção de catecolaminas como no feocromocitoma, glanglioneuroblastoma, neuroblastoma e glanglioneuroma. Apresenta sensibilidade inferior à dosagem de metanefrinas. Vários medicamentos e alimentos podem interferir na sua determinação. É detectado em 70% dos casos de neuroblastoma.


Instruções


Dieta e Orientações:

- O paciente deverá permanecer 24 horas antes e durante a coleta sem ingerir os alimentos como café, chá, refrigerante de cola e fumo, pois estes podem interferir no resultado.
- O cliente deverá manter sua rotina diária evitando fazer esforço físico durante a coleta.
- Não é necessário aumentar a ingestão de líquidos, exceto sob orientação médica.
- Informar horário inicial e final da coleta, peso, medicamentos em uso, dosagem, dia e hora da última dose.
- Caso o cliente faça uso contínuo de algum dos medicamentos abaixo, deve entrar em contato com o médico assistente para avaliar a suspensão do mesmo. A suspensão, assim como o seu período, fica exclusivamente a critério do médico.

- Podem promover aumento do Ácido Vanilmandélico:

. alfa- bloqueadores (fentolamina, fenoxibenzamina e prazosin);
. antidepressivos (amitriptilina, amoxapina, desipramina, imipramina e nortriptilina);
. antihistamínicos (difenilhidramina, clorfeniramina e prometazina);
. antipsicóticos (clorpromazina, clozapina, ferfenazina);
. beta- bloqueadores (atenolol, labetolol, metoprolol, nadolol, findolol, propranolol, timolol);
. antagonistas dos canais de cálcio (fenodipina, nicardipina, nifedipina, verapamil);
. drogas catecolamina-like (L-dopa, epinefrina, norepinefrina, dopamina, metildopa);
. diuréticos (hidrocloroatiazida, furosemida);
. inibidores da monoaminoxidase (fenelzine);
. estimulantes (cafeína, nicotina, aminofilina, teofilina);
. simpaticomiméticos (albuterol, anfetaminas, efedrina, isoproterenol, metaproterenol, pseudoefedrina e terbulina);
. vasodilatadores (diazóxido, hidralazina, isossorbida, minoxidil, nitroglicerina e outros nitratos e nitritos);
. outros (cocaína, insulina, levodopa, metilfenidato, metoclopramida, morfina, naloxona, fentazocina, proclorperazina e TRH).
- Podem promover diminuição do Ácido Vanilmandélico:
. anti-hipertensivos (captopril, clonidina, guanabenz, guanetidina, guanfacina, reserpina);
. antipsicóticos (haloperidol);
. agonista dopaminérgico (bromocriptina);
. outros (dissulfiram, metirosina, octreotida).

- A higienização da genitália é realizada com água e sabão neutro.

- Nas mulheres, lavar e secar sempre de frente para trás. Nos homens lavar retraindo o prepúcio para uma adequada limpeza do meato uretral.


Utilidade


O teste de atividade anti-Xa no plasma e utilizado para monitorizacao laboratorial da administracao de heparina de baixo peso molecular, quando esse acompanhamento se fizer necessario, por exemplo, em criancas, idosos, gestantes, pessoas com insuficiencia renal e
obesos.


Material


Plasma (Citrato)


Instruções


- Para todas as idades jejum mínimo necessário de 4 horas.
- O cliente deve informar os medicamentos utilizados nos ultimos sete dias, especialmente o tipo de heparina debaixo peso molecular (Clexane, Fraxiparina ou Fragmin).
- A coleta deve ser realizada de 3 horas e meia a 4 horas apos a administracao da heparina de baixo peso molecular.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Os anticorpos anti-citoplasma de neutrófilos (ANCA) reagem com componentes dos grânulos do citoplasma de neutrófilos e monócitos e estão associados com as vasculites sistêmicas de pequenos vasos. Estes anticorpos são detectados em duas etapas: uma etapa de triagem realizada pela técnica de imunofluorescência indireta (IFI) utilizando neutrófilos de doador normal e uma etapa confirmatória utilizando imunoensaios específicos para proteinase 3 (PR3) e mieloperoxidase (MPO). Toda fluorescência positva pela IFI, independentemente do padrão observado, deve ser confirmada com imunoensaios específicos para PR3 e MPO. Isso acontece porque PR3 e MPO são os auto-antígenos relevantes para o diagnostico das vasculites de pequenos vasos. ANCA
estão presentes nos pacientes com Granulomatose de Wegener (70-80% PR3 e 10% MPO, sendo positivo em 90% dos pacientes com a forma generalizada e 60% com a forma localizada da doença), 70% dos pacientes com poliangiite microscópica (MPO), 60% dos pacientes com Síndrome de Churg Strauss (70-75% MPO e 25-30% PR3) e 80% dos pacientes com glomerulonefrite necrotizante pauci-imune (MPO). Várias doenças auto-imunes (artrite reumatóide, lupus eritematoso sistêmico, sindrome de Felty), hepáticas (hepatite auto-imune, colangite esclerosante primária), inflamatórias (doença de Crhon, retocolite ulcerativa) e infecciosas (endocardite bacteriana, tuberculose pulmonar, fibrose cistica) podem cursar com ANCA positivo pela IFI (principalmente P-ANCA). Porém, nesses casos a reatividade e contra outros antígenos dos grânulos do citoplasma dos neutrófilos, os quais não são relevantes para o diagnostico das vasculites de pequenos vasos. A reatividade contra a PR3 geralmente produz um padrão C-ANCA e a reatividade contra a MPO produz um padrão P-ANCA na IFI, embora raramente reatividade contra PR3 pode resultar em padrão P-ANCA e contra MPO em padrão C-ANCA. Os níveis de ANCA podem ser úteis na monitorização da atividade da doença. Frequentemente os níveis de ANCA são altos na apresentação, caem com o tratamento e aumentam previamente a recidiva da Granulomatose de Wegener e poliangiite microscópica.


Material


Soro


Instruções


- Jejum obrigatório de 8 horas.
- Intervalo entre mamadas para lactentes.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A Vitamina B12 tem papel importante na hematopoiese, na função neural,
no metabolismo do ácido fólico e na síntese adequada de DNA.
Apresenta-se diminuída, na produção deficiente de fator intrínseco
(determinada pela atrofia da mucosa gástrica, resultando em anemia
perniciosa), nas síndromes de má absorção (por ressecção do intestino
delgado, doença celíaca, espru tropical e cirurgia bariátrica), no
alcoolismo, na deficiência de ferro e folato, no uso de medicamentos
que podem levar a diminuição da absorção (metotrexato, pirimetamina,
trimetropin, fenitoina, barbituricos, contraceptivos orais,
colchicina, metformina, etc) e nas dietas vegetarianas estritas.
Condições associadas a níveis aumentados de vitamina B12 incluem o
tratamento de reposição, leucemia granulocítica crônica,
insuficiência renal crônica, insuficiência cardíaca congestiva,
diabetes, obesidade, doença pulmonar obstrutiva crônica e
hepatopatias.


Material


Soro


Instruções


Verificar se o paciente se enquadra nos casos abaixo.

- Alguns medicamentos inclusive anticoncepcional oral, vitaminas (comprimidos ou
injetáveis).
- Pacientes vegetarianos estrito (não ingerem produtos animais: carne, peixes, leite e
ovos)
- Paciente que realizaram cirurgia intestinal ou de estômago.
- Doença inflamatória intestinal (Doença de Chron ou Retocolite).
- Gravidez ou amamentação.


Utilidade


Avaliação de toxicidade pelo Co.


Material


Urina


Instruções


Jejum não obrigatório.

- Colher em frasco plástico e evitar contaminação externa (mãos,
roupas, locais contaminados).
- Lavar as mãos antes de colher.
- Colher urina após retenção urinária de 4 horas. Fazer higiene da genitália com água e
sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina, coletar o jato médio em frasco próprio.
- Entregar a urina no laboratório até 2 horas após a coleta.
- Não colher em local de trabalho.
- Retirar o uniforme de trabalho antes da coleta.
- Informar se faz uso de algum medicamento.
- Informar se está exposto ocupacionalmente.


Utilidade


A Leucemia Mielóide Crônica (LMC) é a doença mieloproliferativa mais comum. A LMC caracteriza-se pela presença do cromossomo Philadelphia (Ph), que resulta da fusão de parte do oncogene ABL no cromossomo 9 com o gene BCR no cromossomo 22. Esta fusão é denominada translocação BCR/ABL (p190 e p210) ou translocação t(9;22). Embora o diagnóstico da LMC possa ser feito por análise citogenética, a detecção da translocação BCR/ABL através da Reação em Cadeia da Polimerase Reversa (RT-PCR) é considerada a técnica mais sensível para diagnóstico desta leucemia. Devido a sua alta sensibilidade, a RT-PCR é indicada não só para o diagnóstico inicial da LMC, mas também para identificação de células malignas resistentes após tratamento com quimioterápicos (Doença Residual Mínima) e na monitorização de pacientes submetidos a transplante de medula. Finalmente, o controle e a cura da LMC necessitam de um diagnóstico exato, preciso e com alta sensibilidade que só a técnica da Reação em Cadeia da Polimerase Reversa (RT-PCR) pode oferecer. Através dessa técnica é possível detectar de forma muito sensível a translocação entre os cromossomos 9 e 22 (cromossomo Philadelphia), caracterizando geneticamente a Leucemia Mieloide Crônica (LMC).


Material


Sangue total EDTA


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A gonadotrofina coriônica é um hormônio glicoprotéico produzido pelas células do sinciotrofoblasto da placenta. A sensibilidade do método usado é de 2 UI/L, o que permite o diagnóstico precoce da gravidez, a partir do primeiro ou do segundo dia de atraso menstrual ou seja, de 10 a 16 dias após a concepção. As variações dos níveis de hCG são muito grandes, o que dificulta seu emprego para a avaliação de idade gestacional. Normalmente, os níveis de hCG duplicam a cada 36-48 horas no início da gestação.
O hCG também é um marcador de tumores trofoblásticos e testiculares e de outros tumores que o produzam.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Indica níveis elevados de gonadotrofina coriônica, que é um hormônio glicoprotéico produzido pelas células do sinciotrofoblasto da placenta, Indicando gestação.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.
Anotar a idade e data da última menstruação e uso de medicamentos


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A bilirrubina é um produto de quebra da hemoglobina no sistema retículo-endotelial. É conjugada no fígado para, a seguir, ser excretada na bile. O teste é útil para o diagnóstico diferencial de doenças hepatobiliares e outras causas de icterícia. A icterícia torna-se clinicamente manifesta quando a bilirrubina total é maior que 2,5 mg/dL. Causas de aumento da bilirrubina direta (conjugada): doenças hepáticas hereditárias (Dubin-Johnson, Rotor), lesão de hepatócitos (viral, tóxica, medicamentosa, alcoólica) e obstrução biliar (litíase, neoplasias). Níveis de bilirrubina direta maiores que 50% dos valores totais são sugestivos de causas pós-hepáticas. Causas de aumento da bilirrubina indireta: anemias hemolíticas, hemólise autoimune, transfusão de sangue, reabsorção de hematomas, eritropoiese ineficaz e doenças hereditárias (Gilbert, Crigler-Najar). Uso de drogas que ativam o sistema microssomal hepático podem reduzir as bilirrubinas.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O 1,3-Butadieno (butadieno, BD) é um importante produto na indústria petroquímica. É utilizado na fabricação de borrachas usadas na produção de pneus de carros e caminhões. Polímeros de butadieno são também utilizados numa variedade de outras aplicações industriais, incluindo a produção e síntese de certos produtos de látex, resinas e borracha nitrílica. O 1,2 dihidroxi-4-(N-acetilcisteinil) butano é um metabólito do butadieno pesquisado na urina e utilizado para avaliação de sua exposição ocupacional.


Material


Urina


Instruções


- Jejum não obrigatório.
- Esse exame é realizado em urina isolada, jato médio.
- No caso de avaliação ocupacional, a coleta deve ser feita no fim da jornada do último dia da semana de trabalho.
- Para mulheres, o ideal é não fazer o exame durante a menstruação.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O cortisol e secretado pelo córtex da adrenal em feedback com o hormônio adrenocorticotrópico (ACTH). É essencial para o metabolismo e funções imunologicas. Sua concentração encontra-se elevadas nos casos de Síndrome de Cushing e stress. Apresenta-se reduzido na doença\rde Addison e nos casos de hipopituitarismo (com produção deficiente de ACTH). Dosagens basais e após supressão por dexametasona possuem utilidade diagnóstica. As concentrações plasmáticas de cortisol são\rinfluêncidas pelo CBG (Proteína carreadora do cortisol).


Material


SANGUE


Instruções


Questionário - Informar medicamentos em uso (inclusive pomadas e cremes), dia, hora da ultima dose.
- Se mulher, informar uso de anticoncepcional.


Utilidade


Monitoração da atividade da doença e resposta terapêutica no lúpus eritematoso sistêmico (LES), em especial se há doença acometimento renal; deficiências seletivas de complemento


Material


Soro


Instruções


Jejum Não Obrigatório

- Coletar o soro em tubo sem gel separador, aguardar a adequada retração do coágulo, centrifugar, separar o soro e congelar imediatamente após a coleta.


Utilidade


Quantificação de Subpopulação Linfocitária CD3/CD16/CD56; Quantificação de Células NK, Quantificação de Células Natural Killer. As células Natural Killer (NK) são linfócitos não T – não B, com funções associadas a imunidade inata do paciente, e não apresentam memória imunológica. Possuem função de citotoxidade tanto direta quanto mediada por anticorpos, não atacando células normais autólogas (HLA – classe I restrito). Possuem funções importantes no controle de infecções por patógenos intracelulares e no combate a células tumorais. Sua deficiência se apresenta em várias síndromes de imunodeficiência primária e em condições adquiridas (como neoplasias, uso de drogas e algumas infecções crônicas). Em transplantados, o aumento está associado ao processo de rejeição. No entanto, níveis elevados em amostras de medula de doadores, se associam a menor incidência de doenças enxerto versus hospedeiro e de recidiva neoplásica na Leucemia Mieloide Aguda (LMA).


Material


Sangue total EDTA


Instruções


Não há necessidade de jejum


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


Segue abaixo uma orientação quanto à indicação do uso dos anticorpos dos receptores de acetilcolina (ligador, bloqueador e receptor):
. Screening inicial: anticorpo ligador
. Confirmação de diagnóstico: anticorpo ligador ou anticorpo modulador (caso o ligador for negativo)
. Monitorização da resposta terapêutica e progressão da doença: anticorpo bloqueador
. Início recente da MG (menor que 1 ano): anticorpo modulador
. Apenas fraqueza moderada do músculo: anticorpo modulador
. Apenas fraqueza do músculo ocular: anticorpo modulador


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A calcitonina e um hormônio produzido pelas células C parafoliculares
na tireóide. Sua secreção e estimulada pelo cálcio e
pela pentagastrina. A calcitonina diminui a reabsorção óssea
osteoclástica.
A dosagem de calcitonina encontra-se elevada no carcinoma medular da
tireóide, em alguns pacientes com câncer (pulmão, mama ou pâncreas),
nas pancreatites, tireoidites, falência renal, Síndrome de Zollinger-
Ellison, anemia perniciosa, gestação e recém-natos.
Encontra-se diminuída na agenesia tireoidiana. Sua maior utilidade é
para o seguimento dos pacientes com carcinoma medular da tireóide. Em
alguns pacientes com carcinoma medular da tireóide (especialmente
aqueles com a forma familiar), a calcitonina basal pode estar normal;
entretanto, um incremento acentuado é observado após a infusão de
secretagogos.
Resultados falso-negativos aos testes de estímulo com pentagastrina
podem ocorrer em indivíduos com positividade para a mutação do RET
proto-oncogene. Os níveis de calcitonina sérica não conseguem
diferenciar entre a hiperplasia de células C e o microcarcinoma
medular.
Veja também: Teste de infusão do cálcio ou Teste de infusão da
pentagastrina para estímulo da calcitonina.


Material


SANGUE


Instruções


JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO

- Já realizou cirurgia da tireóide?
- Ha quanto tempo atrás?
- Mais alguém na familia esta fazendo esse exame ou já cirurgia da tireóide?
- Já realizou este exame no IHP anteriormente? Quando?


Utilidade


O potencial de exposição ao cádmio e seus compostos em ambiente de
trabalho pode ocorrer em diversos setores. As exposições ocupacionais
podem ocorrer em fundição e refino de zinco, chumbo e cobre,
eletrodeposição, manufaturas de ligas de cádmio, pigmentos e
estabilizadores de plásticos, produção de baterias níquel-cádmio e
solda metálica que contenha cádmio.
O cádmio é um agente tóxico acumulativo e sua meia vida biológica é de
10 a 30 anos. Pode ser absorvido pela via pulmonar e pelo trato
gastrointestinal. Acumula-se nos pulmões, fígado e rins, sendo muito
lentamente excretado pela urina.
A inalação de altas concentrações de cádmio causa danos aos pulmões,
inclusive edema de pulmão e óbito. A inalação a baixas concentrações
durante vários anos pode provocar muitos danos renais, pulmonares,
propiciando, também, o aparecimento de câncer. A lesão renal leva a
distúrbios no metabolismo de cálcio e fósforo. Os alimentos e o
cigarro constituem as principais fontes de exposição ao cádmio pela
população em geral, exceto para os trabalhadores ocupacionalmente
expostos em seus ambientes de trabalho.


Material


Urina


Instruções


- Informar se paciente é fumante.
- Informar se o paciente é exposto ocupacionalmente.
- Lavar as mãos antes de colher.
- Colher urina após retenção urinária de 4 horas.
- Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina,
coletar o jato médio em frasco próprio.
- Urina início ou final de jornada de trabalho.
- Especificar tipo de urina colhida.
- Não colher em local de trabalho.
- Retirar o uniforme de trabalho antes da coleta.
- O horário de coleta não e crítico, desde que o trabalhador esteja em
trabalho contínuo nas últimas 4 semanas sem afastamento maior que 4
dias.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O cálcio iônico é a fração biologicamente ativa do cálcio sérico total, representando 43% deste. Sua concentração é mais baixa a noite e maior pela manhã. A dosagem do cálcio iônico independe da albumina, entretanto varia com o pH, aumentando na acidose e diminuindo na alcalose.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


O cálcio encontra-se ligado às proteínas (47%) e livre (43%). A hipercalcemia é encontrada no hiperparatireoidismo, algumas neoplasias com ou sem metástases ósseas, mieloma, desidratação, hipervitaminose D, síndrome de imobilidade, hipertireoidismo, hepatopatias, insuficiência renal, sarcoidose, linfoma, uso de diuréticos e estrógenos. Níveis baixos de cálcio são encontrados na osteomalacia, pancreatite, hipomagnesemia, hipervolemia, má absorção, deficiência de vitamina D, diminuições da albumina e em situações que cursam com fósforo elevado (insuficiência renal, hipoparatireoidismo). Níveis críticos de cálcio total são aqueles inferiores a 6 mg/dL e superiores a 14 mg/dL. Na interpretação dos valores normais deve-se levar em conta níveis de albumina. Hemólise pode elevar seus resultados. A dosagem do cálcio iônico evita as distorções causadas pelas variações dos níveis da albumina.


Material


Soro


Instruções


- Jejum não obrigatório.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


A carbamazepina (Tegretol) é um anticonvulsivante também usado para tratamento de neuralgias e neuropatias diabéticas. Sua dosagem é útil para monitorização dos níveis terapêuticos e toxicidade. O pico plasmático ocorre em 6 horas, estando 75% da droga ligada às proteínas plasmáticas. Apresenta meia vida de 12 a 40 horas e metabolismo hepático, podendo levar à indução das enzimas hepáticas e consequente aumento da depuração de outras drogas, bem como dela própria. Essa auto-indução é responsável pela diminuição da meia vida da droga após 6 semanas de tratamento. Cerca de 3 a 7 dias são necessários para que ocorra o estado de equilíbrio. A principal causa de níveis baixos é a não adesão ao tratamento. Drogas como fenitoína,
fenobarbital e primidona podem reduzir os níveis da carbamazepina. Algumas drogas podem elevar os níveis séricos da carbamazepina: ácido valpróico, cimetidina, eritromicina, isoniazida, fluoxetina, propoxifeno, verapamil. Toxicidade ocorre com níveis acima de 12 microgramas/mL. Sua dosagem não detecta a oxcarbazepina.


Material


SANGUE


Instruções


A coleta ideal deve ser realizada imediatamente antes da administração da próxima dose do medicamento ou conforme orientação médica.

- Caso o medicamento seja tomado apenas uma vez ao dia, a coleta deve ser feita pelo menos 12 horas após a medicação.
- Verificar medicamentos em uso para evitar que se faça confusão entre os exames de Carbamazepina e Oxcabazepina: Tegretol e Tegretard referem-se aos exames de Carbamazepina, enquanto Trileptal e Auran são referentes à Oxcarbazepina.


DOWNLOAD PDF
 

Utilidade


É uma proteína cuja concentração depende da massa muscular e da
atividade da creatinoquinase. Níveis elevados são encontrados nas
dietas ricas em proteínas, gravidez, indivíduos com massa muscular
elevada, necrose muscular, miopatias, corticoterapia e no
hipotireoidismo.


Material


SORO


Instruções


Jejum não obrigatório.


Utilidade


É uma proteína cuja concentração depende da massa muscular e da
atividade da creatinoquinase. Níveis elevados são encontrados nas
dietas ricas em proteínas, gravidez, indivíduos com massa muscular
elevada, necrose muscular, miopatias, corticoterapia e no
hipotireoidismo.


Material


URINA


Instruções


- Lavar as mãos e genitália antes da coleta.

- Coletar o jato médio da 1ª urina da manhã.
- Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º
jato de urina, coletar o jato médio e colher em frasco próprio.
- Colher o jato médio da urina com retenção de 4 horas entre as
micções.


Utilidade


Dosagem de cálcio urinário é útil na investigação dos efeitos da vitamina D e PTH sobre a reabsorção óssea. Também utilizado na avaliação de nefrolitíase. Sua determinação é preferida na urina de 24 horas; urina recente pode ser utilizada realizando a razão
cálcio/creatinina. A hipercalciúria é encontrada nas hipercalcemias, na hiper absorção intestinal de cálcio, distúrbios da reabsorção tubular de cálcio, corticoterapia, osteoporose, acromegalia, hipertireoidismo, feocromocitoma e Cushing. A hipocalciúria pode ser secundária a hipocalcemia, insuficiência renal, osteomalacia, raquitismo, alcalose, uso de diuréticos e estrógenos.


Instruções


- Colher preferencialmente no laboratório a 1ª urina da manhã ou com intervalo de 4 horas entre as micções. Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina e coletar o jato do meio.
- Sendo a coleta feita em casa, trazer o material ao laboratório no prazo máximo de 1 hora.


Utilidade


O monóxido de carbono (CO), considerado um dos gases mais nocivos, é
causa freqüente de intoxicações, de origem ocupacional ou doméstica.
Apesar de existirem fontes naturais (atividade vulcânica, oxidação do
metano, entre outras) e endógenas de CO (catabolismo de
hemocompostos), as mais importantes fontes do ponto de vista
toxicológico são as que resultam da atividade humana (queima de
gasolina por veículos automotores). A fumaça resultante da queima do
tabaco, assim como de maconha, é importante fonte de exposição humana
ao CO.
A carboxihemoglobina avalia exposição ao monóxido de carbono e ao
diclorometano (cloreto de metileno). Sua ação tóxica advém da forte
ligação química por coordenação que o CO estabelece com átomo de ferro
da fração heme da hemoglobina formando a carboxihemoglobina, pigmento
anormal do sangue incapaz de transportar o oxigênio. A presença da
carboxihemoglobina também dificulta a dissociação da oxihemoglobina
presente, diminuindo ainda mais a disponibilidade de oxigênio nos
tecidos. O diclorometano libera o CO no organismo por
biotransformação e possui potencial mutagênico. As altas concentrações
de carboxihemoglobina provocam hipóxia tecidual, estimulando a
eritropoiese e causando uma elevação do hematócrito.
A meia-vida da carboxihemoglobina no organismo, em condições de
repouso, é de cerca de 4 a 5 horas.


Material


SANGUE


Instruções


- Informar se paciente é fumante e quantos cigarros fuma ao dia.
- Informar se é exposto ocupacionalmente ao diclorometano.
- Recomenda-se coletar material ao final de jornada de trabalho.
- Evitar a primeira jornada de trabalho da semana.


1 |  2 |  3 |  4 |  5 |  6 |  7 |  8 |  9 |  10 |  11 |  12 |  13 |  14 |  15 |  16 |  17 |  4 Páginas de 17