Menu

EXAMES E SERVIÇOS

VOLTAR

O Biolab Análises Clínicas possui equipamentos de última geração e uma equipe técnica altamente qualificada. Essa estrutura permite a realização de mais de 1.000 tipos de exames relacionados.

 
Buscar exames

Mnemônico + -
Descrição + -

Utilidade


A glicemia pós-prandial é a medida da glicose no sangue algum tempo depois do consumo de alimentos contendo carboidratos. As concentrações de glicose começam a subir cerca de 10 minutos após o início de uma refeição.


Utilidade


Monitoramento do metabolismo da glicose. A presença de níveis detectáveis de glicose na urina significa que os níveis plasmáticos excederam o limiar renal da glicose (devido ao fato de que este limiar tenha transitoriamente baixado ou ainda pelas altas concentrações séricas de glicose - o limiar renal situa-se em torno de 175-190 mg/dL).


Utilidade


Diagnóstico de má absorção de gordura devido a distúrbios pancreáticos ou intestinais. Monitorização do tratamento dos distúrbios de má absorção. 


Utilidade


Os antígenos eritrocitários são geneticamente determinados e podem ser classificados em diversos sistemas. Os de maior expressão são os sistemas ABO e Rh ou CDE. Os anticorpos do sistema ABO são naturais, enquanto os do Rh/CDE ocorrem em situações patológicas. A determinação dos antígenos eritrocitários deve ser feita para transfusão, transplantes e avaliação pré-natal.


Material


Sangue total (EDTA)


Instruções


Soro - Não realizamos o exame em sangue de cordão umbilical


Utilidade


Usada para detectar e avaliar anemia hemolítica, e para distinguir anemia hemolítica de anemiasresultantes de outras causas. Por outro lado, a haptoglobina não indica a causa da hemólise.


Utilidade


Avaliação de imunidade contra o vírus da hepatite A; avaliação de contato prévio com o vírus da hepatite 


Utilidade


Marcador de infecção pelo vírus da hepatite A aguda 


Utilidade


Compreende os anticorpos IgM e IgG contra o antígeno central ou nucleocapsídeo viral (core) considerado excelente marcador epidemiológico, pois no período de janela imunológica em que o HBsAg desaparece e o anti-HBs ainda não surgiu é o marcador indicador da doença.


Utilidade


Marcador de infecção aguda pelo vírus da hepatite B


Utilidade


Avaliação da cura de hepatite e desenvolvimento da imunidade. 


Utilidade


Este método identifica os 6 subtipos denominados de A a F, para determinação dos mutantes pré-core/core


Utilidade


Auxilia na terapia antiviral ou imunomoduladora, bem como na monitoração da terapêutica.


Utilidade


Este método tem como objetivo detectar a presença de mutações específicas nos domínios B e C da DNA polimerase viral. A presença dessas mutações M1550V, M550I e L 526M leva o paciente a ficar resistente a essas drogas. Este teste também é conhecido como resistência genotípica do VHB aos inibidores da DNA polimerase viral, sequenciamento da DNA polimerase do VHB ou pesquisa de mutação YMDD.


Utilidade


Avaliação e seguimento de pacientes em tratamento de hepatite B


Utilidade


Exame auxiliar no diagnóstico de hepatite pelo vírus B.


Utilidade


Avaliação da cura de hepatite e desenvolvimento da imunidade. 


Utilidade


Diagnóstico de Hepatite aguda ou crônica causada pelo Vírus B.


Utilidade


O vírus da hepatite C (HCV) é responsável pela maior parte das hepatites pós-transfusionais, antes classificadas como não-A, não-B. A determinação quantitativa do HCV-RNA não deve ser utilizada para o diagnóstico de hepatite C. A sua principal utilidade é no acompanhamento de pacientes em tratamento, uma vez que o objetivo é a negativação da carga viral. A quantificação fornece informação prognóstica, pois indivíduos com carga viral alta, têm menor chance de responder ao tratamento. 


Utilidade


Prognóstico e terapia. Com a introdução da terapia para as hepatites causadas pelo HCV (uso de Interferon e Ribavirina), constatou-se uma grande variabilidade quanto à resposta terapêutica obtida. Estudos recentes têm atribuído esta variabilidade à existência de tipos de HCV mais ou menos responsivos à terapia


Utilidade


Detecção do vírus da hepatite C estabelecendo o agente etiológico em casos de infecção aguda, quando ensaios imunodiagnósticos são não-reativos; identificação de indivíduos assintomáticos; pacientes com ELISA positivo para saber se há replicação viral (o tratamento só é indicado em pacientes virêmicos); seguir pacientes em tratamento. 


Utilidade


Vírus da hepatite C - RNA viral; determinação quantitativa do vírus da hepatite C; PCR quantitativo para HCV.; hepatite C, carga vira


Utilidade


Diagnóstico de infecção atual ou anterior pelo vírus da hepatite C.


Utilidade


 Usado para dosar as lipoproteínas, é usado para avaliarmos os níveis de colesterol sanguíneos.


Utilidade


Avaliação de infecção pelo vírus da hepatite D. Como o vírus D depende das funções do vírus de hepatite B, o paciente é também avaliado quanto ao HBsAg e anti-HBc total.


Utilidade


 Diagnóstico de infecção pelo H pylori.


1 |  2 |  3 |  4 |  5 |  6 |  7 |  8 |  9 |  10 |  11 |  12 |  13 |  14 |  15 |  7 Páginas de 15